Começa a vacinação para os acima de 80 anos

57

Estimativa da Secretaria de Saúde é imunizar cerca de 42 mil pessoas nessa faixa etária, a partir de segunda-feira.

A partir da próxima segunda-feira (1º/2), o Governo do Distrito Federal vai ampliar o público da vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal. Serão vacinados os idosos acima de 80 anos, cujo público estimado é de 42.355 pessoas, de acordo com dados da Codeplan. As vacinas serão aplicadas em 36 salas, sendo 30 em unidades básicas de saúde já existentes e outras seis em locais estratégicos, como escolas e ginásios.

O primeiro dia de vacinação para esse público vai começar, excepcionalmente, a partir das 13h. Confira os locais aqui.

“Estamos cuidando de uma população que tem alto percentual de agravamento da Covid-19, com sequelas graves, e um percentual elevado de óbitos” Osnei Okumoto, secretário de Saúde.

“O horário escolhido para o primeiro dia é para que tenhamos tempo hábil durante a manhã para abastecer todas as unidades, uma vez que as vacinas serão direcionadas das redes de frio regionais para as salas de vacina”, afirma o coordenador da Atenção Primária, Fernando Érick Damasceno.

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, disse que essa é uma etapa importante do processo de vacinação no Distrito Federal. “Estamos cuidando de uma população que tem alto percentual de agravamento da Covid-19, com sequelas graves, e um percentual elevado de óbitos”, lembrou Okumoto, acrescentando que esse era um desejo do governador Ibaneis para atender esse público e, assim que chegarem novas doses de vacinas, ampliar a cobertura também para idosos acima de 70 anos.

O secretário-adjunto de Assistência à Saúde, Petrus Sanchez, explica que a Secretaria de Saúde vai avaliar o cenário nesse primeiro momento.  “Se houver necessidade, já estaremos prontos para abrir novas unidades. A intenção é otimizar a força de trabalho nesses pontos para dar agilidade no processo de vacinação”, ressalta.

Mais doses

O Distrito Federal tem a perspectiva de receber, na próxima semana, uma nova remessa de vacinas do Ministério da Saúde. De acordo com o quantitativo, a expectativa é ampliar gradativamente a vacinação para novos públicos. Os próximos contemplados serão idosos a partir de 75 anos e pacientes acamados, com dificuldade de locomoção, perfil AD1, assistidos pela rede pública e privada e um cuidador por grupo familiar.

O Distrito Federal já recebeu duas remessas da vacina CoronaVac – produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac –, totalizando 125.160 doses. Também chegaram 41,5 mil doses da vacina Covishield – desenvolvida pela universidade inglesa de Oxford, com a farmacêutica sueco-britânica AztraZeneca. As unidades já estão aplicando a primeira dose das duas vacinas.

Cerca de 5% das doses das vacinas são reservadas tecnicamente para repor eventuais perdas. No caso da vacina CoronaVac, o intervalo entre a primeira e segunda doses é curto, de 14 a 28 dias, e metade das doses recebidas são reservadas para a segunda aplicação. Com a vacina Covishield, esse intervalo é de até 90 dias.

Até esta sexta-feira (29), o DF já tinha vacinado 44.315 pessoas do grupo prioritário.

Por Marcus Eduardo Pereira do Jornal de Brasília com informações de Sueli Moitinho do Painel da Cidadania

Foto Reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui