Ibaneis garante que comércio reabre a partir de segunda-feira (29/03/21)

Governador confirmou ao Correio a manutenção de decreto editado na semana passada, que previa a retomada escalonada das atividades comerciais

1750

O governado Ibaneis Rocha (MDB) afirmou ao Correio que o decreto editado na semana passada, que previa a reabertura escalonada das atividades comerciais, está mantido. Com isso, as lojas e estabelecimentos comerciais poderão abrir as portas a partir da próxima segunda-feira (29/3), seguindo as normas do ato, que fixou horários reduzidos de funcionamento. O toque de recolher das 22h às 5h segue em vigor.

A flexibilização das medidas restritivas ao comércio na capital foi condicionada pelo governo à redução na taxa de transmissão do coronavírus, que em fevereiro chegou a atingir 1,35, indicando o descontrole e a expansão da pandemia no DF. Agora, esse índice está em 0,99.

A restrição ao comércio no DF começou em 29 de fevereiro, quando a rede de saúde beirou o colapso no DF: apenas um leito em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) estava disponível para pacientes com covid-19. Na manhã desta sexta-feira (26/3), a lotação das UTIs públicas chegou a 97,45% e 244 pessoas estão na fila de espera por uma vaga. Nessa quinta (25/3), a capital federal registrou novos recordes na média móvel de mortes: foram 48 óbitos, em média, um salto de 158% na comparação com o valor de duas semanas atrás.

Com a manutenção do decreto de relaxamento das medidas de restrição, o comércio de rua pode abrir das 11h à 20h; já os shoppings poderão abrir de 13h às 21h; os salões de beleza podem abrir de 10h às 19h. As academias podem funcionar das 6h às 21h e os bares e restaurantes abrem de 11h às 19h, apesar do apelo do setor pela ampliação desse período.

Por Redação do Correio Braziliense com informações de Sueli Moitinho

Foto Reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui