Filha de diarista e cobrador de ônibus é aprovada em medicina na USP e Unicamp

Depois de se formar no ensino médio, ela conseguiu uma bolsa de estudos em um cursinho particular específico para vestibulares de medicina. A partir daí, a preparação começou

67

Monaliza Ávila, de 21 anos, fez quatro anos de cursinho e conseguiu passar em medicina na Universidade de São Paulo (USP) e Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Segundo informações do G1, a filha de uma diarista e um cobrador de ônibus contou que sempre estudou em escola pública e só escolheu medicina após uma visita pelas dependências de uma faculdade.

“Fui descobrindo que aquele seria um caminho em que eu me sentiria realizada e poderia aprender mais sobre o ser humano e devolver isso de forma direta para a sociedade”, disse Monaliza.

Depois de se formar no ensino médio, ela conseguiu uma bolsa de estudos em um cursinho particular específico para vestibulares de medicina. A partir daí, a preparação começou. “Minha rotina de estudos no cursinho era das 7h às 21h de segunda a sexta, e no sábado tinha aula de manhã. Também fazia simulados em alguns finais de semana, e eu ia em praticamente todos”, afirmou.

Após 3 anos de cursinho, Monaliza foi aprovada nos vestibulares da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) e na Universidade Federal da Bahia (UFBA). A estudante não se contentou com as aprovações porque almejava a Unicamp.

Em 2021, Monaliza pela quinta vez fez novamente a prova da Unicamp. Neste ano, 33.918 estudantes disputaram 110 vagas, concorrência de 308 candidatos/vaga. Depois de conseguir seu objetivo, ela agradeceu aos pais. “Apesar do pouco estudo, meus pais sempre tiveram a consciência da importância dele tanto para mim, quanto para o meu irmão e sempre nos incentivaram desde os primeiros anos na escola”, contou ao G1.

Por Redação do Jornal de Brasília com informações de Sueli Moitinho

Foto Monaliza, seu pai João Ávila e sua mãe Adriana Ávila — Foto: Arquivo pessoal

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui