Policiais civis, militares e outras categorias poderão aderir a plano de saúde do GDF

A proposta, de autoria dos deputados Cláudio Abrantes e Rafael Prudente, segue para a sanção do GDF

877

Integrantes das carreiras da Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, bem como os servidores ativos e inativos da Câmara Legislativa e do Tribunal de Contas do Distrito Federal poderão aderir ao plano GDF-SAÚDE-DF. Na tarde desta terça-feira (13), a Câmara Legislativa, aprovou, em sessão extraordinária remota, o projeto de lei nº 1.792/2021, dos deputados Rafael Prudente (MDB) e Cláudio Abrantes (PDT), que altera a legislação que criou o Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do Distrito Federal (INAS), permitindo a participação dos integrantes destas carreiras no plano de saúde do GDF.

O projeto foi aprovado em segundo turno e redação final com 18 votos favoráveis e a abstenção da deputada Júlia Lucy (Novo), e segue agora à sanção do governador Ibaneis Rocha. De acordo com a proposição, são automaticamente filiados ao GDF-SAÚDE-DF, todos os integrantes das carreiras da Polícia Civil. Já os integrantes das demais carreiras dependem que suas instituições ou entidades representativas dos servidores firmem convênio ou contrato com o INAS”.

Uma emenda acatada e incluída o texto original prevê que policiais militares e bombeiros possam aderir de maneira individual, arcando com a contribuição ao plano, na proporção de 1,5% do seu soldo.
 

Por Luís Cláudio Alves – Agência CLDF com informações de Sueli Moitinho

Foto Reprodução CLDF

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui