Distritais comemoram recorde de vacinação e discutem volta às aulas

Segundo a deputada Arlete Sampaio, que é médica sanitarista e trouxe o tema ao plenário: “Quanto tivermos 75% das pessoas imunizadas, vamos dar menos chance de surgimento de novas variantes”

2542

A deputada distrital Arlete Sampaio (PT), na sessão ordinária remota da Câmara Legislativa desta quarta-feira (04/08/21), ressaltou que o Distrito Federal, graças ao SUS, bateu recorde de vacinação contra a Covid-19, com cerca de 86 mil doses aplicadas na terça-feira (03/08/21). Para ela, embora a marca seja significativa, pode ser ultrapassada caso haja disponibilidade de imunizantes. “Isso mostra que o Sistema Único de Saúde tem capacidade de vacinar em massa, desde que se tenha a vacina e se mude a estratégia, como mudou: sem agendamento e por faixa etária”, afirmou.

Segundo a distrital, que é médica sanitarista, o fim da pandemia depende da velocidade da campanha de vacinação. “Quanto tivermos 75% das pessoas imunizadas, vamos dar menos chance de surgimento de novas variantes”, explicou. O DF, ainda de acordo com ela, tem o maior índice de contaminados com a variante Delta no país, o que pode resultar em uma terceira onda da pandemia.

Arlete Sampaio também defendeu a valorização dos agentes das vigilâncias Sanitária, Epidemiológica e Ambiental que, segundo ela, estão com os quadros de pessoal defasados: “São áreas da saúde pública extremamente importantes na prevenção de doenças e que são sempre secundarizadas. As pessoas estão trabalhando 24 horas por dia para dar conta desse recado e às vezes são ainda mal interpretadas”.

Aulas presenciais

 Segundo o deputado Leandro Grass (Rede), os professores da rede pública, os alunos e seus familiares têm enfrentado dificuldades por falta de informação sobre a volta às aulas, prevista para esta quinta-feira (5). Para ele, houve um “prejuízo real” com o ensino à distância e que é preciso elaborar um projeto, conjuntamente com os professores, para recuperar o tempo de aprendizagem perdido, incorporando, por exemplo, as experiências de uso de tecnologia durante a pandemia.

O distrital frisou ainda que os profissionais da educação continuaram atuantes durante toda a pandemia, realizando até mesmo busca ativa para garantir o ensino a todos os alunos. “Quero parabenizar os professores, que em nenhum momento pararam de trabalhar nesse tempo do coronavírus com tantas mortes, dores e tristezas”, afirmou.

O deputado João Cardoso (Avante) também parabenizou os profissionais da educação e relatou que tem recebido reclamações de falta de Equipamentos de Proteção Individual e de produtos de limpeza nas escolas. Afirmou ainda que as unidades estão desabastecidas de alimentos para os estudantes e que parte dos professores temporários não foram vacinados. O distrital pediu providências da Secretaria de Educação “para que todos possam voltar às aulas presenciais com segurança”.

Já para Rodrigo Delmasso (Republicanos), os alunos deverão encontrar “toda segurança sanitária adequada”. Ele destacou o plano de retorno apresentado pelo Governo e a ajuda dos parlamentares, via emendas, que garantiram, por exemplo, a compra de dispenser para álcool em gel.  “Que amanhã retornem presencialmente para encerrar esse ciclo que começou de forma online, com prejuízo pedagógico enorme, mas a competência dos professores vai conseguir recuperar o tempo perdido”, afirmou.

Por Mario Espinheira – Agência CLDF com informações de Sueli Moitinho

Foto Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui