Samambaia terá seu próprio Centro de Juventude

Dia Internacional da Juventude, nesta quinta (12/08/21), foi comemorado no espaço que, em breve, vai acolher mais de 60 mil jovens entre 15 e 29 anos

4812

O Dia Internacional da Juventude foi comemorado nesta quinta-feira (12/08/21) em Samambaia Sul, região que, em breve, receberá mais um Centro de Juventude, o quarto do Distrito Federal. No local, as secretarias de Juventude (Sejuv), Desenvolvimento Social (Sedes) e Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) apresentaram à comunidade as políticas públicas voltadas às pessoas de 15 a 29 anos.

A secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha; o secretário de Juventude, Kedson Rocha, e a secretária nacional de Juventude, Emilly Coelho, estiveram presentes. As autoridades foram conferir de perto as instalações do novo Centro da Juventude de Samambaia Sul, localizado na QN 313. O local foi completamente reformado e adaptado para aulas de capacitação profissional, esporte e atividades culturais. Os investimentos do GDF foram de aproximadamente R$ 500 mil.

“Os jovens são uma grande preocupação do governo, estão se encaminhando para a vida adulta e, muitas vezes, não têm perspectiva de futuro. Este espaço aqui em Samambaia traz uma visibilidade muito importante, e ao entrar os jovens vão conseguir ter todo o tipo de encaminhamento”, afirmou a secretária Mayara Noronha.

Já o secretário da Juventude agradeceu ao intercâmbio entre as secretarias para promoção dos espaços em outras regiões administrativas. “Costumo dizer que o governador é uma pessoa que pensa no jovem, tem um carinho muito especial. Vamos concluir este centro em Samambaia e temos mais um a caminho no Recanto das Emas. O DF vai contar com pelo menos cinco unidades”, destacou Kedson.

Os Centros de Juventude vêm ganhando relevância tanto local quanto nacional, como ressaltou a secretária nacional Emilly Coelho. “É muito importante que esses espaços existam, porque, infelizmente, muitos jovens não têm lugar para ficar quando não estão estudando e acabam na ociosidade, em praças e nas ruas, e indo por um caminho que não é o ideal. Queremos levar os centros para o Brasil todo, porque é uma política pública muito efetiva”, afirmou.

Complemento

Nesta quinta-feira (12), um ônibus do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) esteve presente, realizando a inscrição de jovens interessados em cursos profissionalizantes. Outro veículo apresentando o projeto Reciclotech, da Secretaria de Ciência e Tecnologia, também estava estacionado.

Quem passou por lá também pôde ser informado sobre o Cadastro Único (CadÚnico) voltado a pessoas em vulnerabilidade; e o programa ID Jovem, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Por Agência Brasília com informações de Sueli Moitinho

Foto: Acácio Pinheiro/Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui