Resgate de um patrimônio histórico no Parque da Cidade

Projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, Relógio de Sol recebe manutenção e pintura nova

2400

Um pedacinho da história de Brasília vai ficar mais bonito e em evidência. O Relógio de Sol, patrimônio da capital, está recebendo pintura nova e limpeza, cuidados essenciais para que o monumento se destaque ainda mais em meio ao verde que predomina no Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek.

“É uma ideia bem bacana e criativa. O relógio não tem os ponteiros, mas marca a hora certinha. É uma coisa diferente e que está ali para ser admirada”Lucas Araújo Torres, motorista autônomo

As obras de manutenção estão em fase de conclusão. A pintura foi refeita, ganhando um tom de azul anil e de branco. A estrutura já pode ser vista com mais nitidez por quem frequenta o parque.

O motorista autônomo Lucas Araújo de Souza Torres, 27 anos, mora no Pedregal, no Novo Gama. Quando está de folga, Lucas aproveita para brincar com o filho Artur, de 4 anos, no Parque da Cidade. “Aqui é um lugar muito tranqüilo. Dá para caminhar ou correr e tomar uma água de coco”, conta.

Há anos, quando avistou o Relógio de Sol pela primeira vez, se encantou com a possibilidade de visualizar as horas de acordo com a posição do sol. “É uma ideia bem bacana e criativa. O relógio não tem os ponteiros, mas marca a hora certinha. É uma coisa diferente e que está ali para ser admirada”, disse Lucas.

“Essa é uma obra de extrema importância. Muita gente passa e não imagina que a revitalização do Relógio de Sol é um resgate de um patrimônio histórico da nossa cidade”Silvestre Rodrigues, administrador do Parque da Cidade

Para reformar o relógio, a Administração do Parque da Cidade recebeu o material da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e colocou sua própria equipe para realizar o serviço. “Essa é uma obra de extrema importância. Muita gente passa e não imagina que a revitalização do Relógio de Sol é um resgate de um patrimônio histórico da nossa cidade”, disse o administrador do Parque da Cidade, Silvestre Rodrigues.

Projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer, a obra contou com a colaboração técnica do astrônomo Marcomede Rangel Nunes, do Observatório Nacional. O Relógio de Sol do Parque da Cidade, monumento que tem 33 anos, foi inaugurado em 1988, como parte das comemorações dos 28 anos de aniversário de Brasília.

Foi construído em concreto; sua face fica em direção ao Norte e ele só mostra as horas entre 5h e 19h, que é o período de incidência de luz solar em Brasília.

Obras e melhorias constantes

O Parque da Cidade tem passado por obras de manutenção desde 2019. Já receberam reformas o deck do pedalinho e o Castelinho. Brevemente, começam as obras para dar mais funcionalidade às churrasqueiras. “Com o apoio do governador Ibaneis Rocha, nossa gestão está engajada nesse processo de revitalização”, disse o administrador, Silvestre Rodrigues.

Por Agência de Brasília com informações de Sueli Moitinho

Foto:  Joel Rodrigues/Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui