Mais de 400 pessoas nas oficinas do Pdot neste sábado (17)

O objetivo das oficinas é ouvir dos moradores quais os principais desafios a serem enfrentados na cidade aonde vivem

5

As oficinas temáticas de revisão do Plano Diretor de Ordenamento Territorial (Pdot) contaram com mais de 400 pessoas. A mobilização ocorreu neste sábado (16) e reuniu moradores de oito regiões administrativas do Distrito Federal. As reuniões promovidas pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) aconteceram presencialmente em São Sebastião e Sobradinho, e de forma virtual pelo aplicativo Zoom e pelo canal do YouTube Conexão Seduh.

O objetivo das oficinas é ouvir dos moradores quais os principais desafios a serem enfrentados na cidade aonde vivem. E são essas propostas que serão analisadas pelas equipes técnicas da Seduh para serem contempladas no novo Plano Diretor.

“Situações de precariedade de habitação, ocupações irregulares, questões da zona rural, mobilidade, que precisam de uma resposta do governo, muitas vezes essa resposta só pode ser dada a partir de uma atualização do Pdot. Por isso é fundamental que o processo seja feito coletivamente”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Mateus Oliveira.

Muitos dos moradores que compareceram presencialmente aos debates pertencem a entidades que representam importantes segmentos da sociedade. Como é o caso de Tiago Pereira, da Associação dos Moradores e Produtores Rurais de Sobradinho dos Melos, área rural do Paranoá.

A entidade representa cerca de 6 mil famílias da região e luta pela regularização do território. “Queremos que nossa área seja incluída no Pdot, para regularizar nossas terras. É uma área de baixa renda que, apesar de ser rural, já virou uma cidade”, conta Tiago.

Ele participou da oficina que ocorreu pela manhã em São Sebastião, no Centro Educacional São Francisco, e teve a presença de moradores da própria região, do Paranoá, Jardim Botânico e Itapoã.

Por Mayara Dias do Jornal de Brasília com informações de Sueli Moitinho

Foto: Divulgação/Seduh

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui