Como fica o tempo no primeiro dia de 2022 no DF?

De acordo com o Inmet, o tempo deve permanecer fechado durante todo o sábado (1°/01/22) e a temperatura não deve ultrapassar os 24°C

113

A virada de ano sempre traz para a população a esperança de novos dias. No entanto, quando se fala no tempo, os brasilienses podem ter a certeza de que a capital federal inicia 2022 da mesma forma que terminou o ano que passou. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o sábado (1°/1) no Distrito Federal vai se manter fechado.

Porém, o meteorologista do instituto Heráclio Alves ressalta que as chuvas serão mais amenas, sem possibilidades de pancadas e trovoadas. O aviso laranja, que consta no site do Inmet, vai se manter pelo menos até às 10h. Contudo, Heráclio afirma que a situação pode mudar ao longo do dia.

Ainda de acordo com o meteorologista, a mínima registrada na manhã deste sábado foi de 18°C em quase todo o DF e a máxima deve chegar nos 24°C, com exceção do Plano Piloto, que deve ficar entre 22°C e 23°C. A umidade relativa do ar continuará em alta. A máxima prevista pelo Inmet é de 95% e a mínima deve atingir os 70%, segundo Heráclio.

Para quem gosta de curtir atividades ao ar livre, a tendência é de que a espera por dias mais abertos seja um pouco longa. Heráclio destaca que, entre hoje e amanhã, o tempo deve ter poucas mudanças e a previsão é que o sol volte a aparecer somente a partir de segunda-feira (3/1).

Cuidados devem ser mantidos

Apesar da diminuição prevista na quantidade de chuva, o brasiliense deve continuar mantendo os cuidados que o período demanda. Em casos de emergências ou situações de risco (queda de galhos de árvores, alagamentos e/ou descargas elétricas), é recomendado entrar em contato com a Defesa Civil (telefone 199) ou o Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Em caso de rajadas de vento: não se abrigue debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Além disso, se possível, desligue aparelhos elétricos e quadro geral de energia.

Por Arthur de Souza do Correio Braziliense com informações de Sueli Moitinho

Foto: Minervino Júnior/CB/D.A.Press

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui