Golpistas de aplicativo são presos pela PMDF e PMGO

O grupo movimentava cerca de R$ 30 mil por dia, sendo que a fraude já vinha sendo praticada há três meses

101

Oito criminosos foram presos suspeitos de aplicar golpes em aplicativos na madrugada da última quinta-feira (14).

A “Operação Hórus”, que foi uma parceria entre a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) e a de Goiás (PMGO), desarticulou a organização que supostamente fraudava aplicativos de abastecimento de combustíveis.

As prisões começaram após a polícia goiana abordar um dos funcionários de um posto de combustível em Ceilândia com R$ 15 mil em espécie. Ao ser abordado, o homem contou que o dinheiro era vindo de fraudes no aplicativo Shell Box.

De acordo com a corporação, o grupo movimentava cerca de R$ 30 mil por dia, sendo que a fraude já vinha sendo praticada há três meses. As suspeitas são de que, a cada venda realizada pelo aplicativo, os funcionários do posto desviavam 30% a 40% do valor e repartiam entre si e a pessoa que gerava o código.

Com os detidos, foram apreendidos a quantia aproximada de R$ 24.000,00 em espécie e vários comprovantes de transferências bancárias. No total, seis frentistas e um gerente foram presos e encaminhados para a 15ª Delegacia de Polícia (DP).

Por Redação do Jornal de Brasília com informações de Sueli Moitinho

Foto: Jornal de Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui