TSE mantém candidatura de Paulo Octávio ao GDF

Por quatro votos a três, a Corte discordou do pedido formalizado pela coligação do governador Ibaneis Rocha (MDB)

90

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, nesta quinta-feira (29), rejeitar o pedido de indeferimento da candidatura de Paulo Octávio (PSD) e o manteve na corrida eleitoral ao Governo do Distrito Federal (GDF).

Por quatro votos a três, a Corte discordou do pedido formalizado pela coligação do governador Ibaneis Rocha (MDB).

Inelegíveis

Mais cedo, o TSE barrou outras duas candidaturas do DF. O tribunal atendeu o pedido feito pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) e indeferiu o registro de candidatura do ex-governador José Roberto Arruda (PL), que concorria a uma vaga na Câmara dos Deputados.

O pedido do MPE teve como base a condenação do político no âmbito da operação Caixa de Pandora. Arruda foi flagrado, em 2006, recebendo uma sacola com R$ 50 mil.

Além dele, o também ex-governador Agnelo Queiroz (PT) também teve o registro de candidatura indeferido. O petista também concorria a deputado federal.

Agnelo foi condenado em 2020, por improbidade administrativa relacionada à inauguração do Centro Administrativo de Taguatinga.

Por Redação do Jornal de Brasília com informações de Sueli Moitinho

Foto: Reprodução do Jornal de Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui