Confira dicas para a aprovação no concurso da PMDF

O concurso, que vai selecionar 2.100 novos soldados para atuar na corporação, é um dos mais aguardados deste início do ano, e promete movimentar milhares de concurseiros

96

A espera daqueles que desejam servir a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) acabou na última terça-feira (24/01), quando finalmente foi publicado o edital do novo concurso da corporação, que irá recrutar 2.100 pessoas para o Curso de Formação de Praças.

Assim que forem aprovados, os novos soldados passarão a receber a remuneração de R$ 6.081,28, que somado com o auxílio alimentação, chega a R$ 6,9 mil. Os novos policiais também irão receber um auxílio moradia, sendo de R$ 850,59 para os que contarem com dependentes e de R$ 283,53 para os que não tiverem.

O prazo de inscrições para o concurso irá ser aberto no dia 7 de março, com duração até 10 de abril no site do Instituto AOCP, que é a banca organizadora do concurso. Para participar, é preciso ter concluído o ensino superior, além de efetuar o pagamento de uma taxa de R$ 85.

Outros requisitos necessários para participar do concurso da PMDF é ter a altura mínima de 1,65m (homens) e de 1,60m (mulheres). Além disso, é preciso ter mais de 18 e menos de 30 anos na data da inscrição.

A prova objetiva e a redação do concurso, que será apenas a primeira de uma série de etapas que os concurseiros terão que vencer para conseguir a sua nomeação, vai ser aplicada no dia 21 de maio. Além disso, os candidatos vão passar por testes como barra fixa (homens), barra estática (mulheres), flexão abdominal (ambos), corrida de 12 minutos (ambos), natação (ambos). Também vão ser exigidas avaliações médicas, psicológicas e exames biométricos e uma sindicância de vida pregressa e investigação social.

Como se dar bem na prova?

Faltando menos de três meses para a primeira etapa do concurso, a equipe do Concursos & Carreiras do Jornal de Brasília conversou com especialistas para passar para você as melhores dicas para conseguir ser um novo policial da PMDF. Antes de tudo, é bom começar a estudar o quanto antes, já que historicamente os certames da corporação atrai concurseiros de todas as partes do país.

De acordo com Érico Palazzo, coordenador de carreiras policiais do Gran Cursos Online, os concurseiros devem ficar atentos com as questões de língua portuguesa propostas pela AOCP, que, segundo ele, costumam ser extensas ao apresentarem textos longos. A dica do especialista é estudar o que a banca tem cobrado em suas últimas provas.

“As questões mais importantes são Língua Portuguesa e Legislação Específica Aplicada à PMDF não só por terem mais questões, mas também porque não podem ser zeradas. É importante que o candidato dê uma atenção especial a essas disciplinas”, explica Palazzo.

Para se dar bem na Redação, é importante aproveitar esses três meses que restam para treinar e praticar a escrita, principalmente porque o edital destaca que o concurseiro terá que se posicionar diretamente ao dissertar sobre o tema proposto. “Uma boa opção é pegar os temas de provas passadas, como por exemplo a do concurso da PM Bahia, que apresentou três temas para a redação”, sugere o especialista.

Para Luana Davico, coordenadora adjunta das carreiras policiais do Gran Cursos Online, a característica do Instituto AOCP é de trazer para a prova alguns cenários que são experimentados por quem já atua na área de segurança pública. “É uma banca muito completa, muito voltada para o cargo, inclusive trazendo situações práticas nas questões, situações que podem simular vivência do cargo em que o candidato vai atuar”, afirma.

“Que seja o meu momento”

Um dos concurseiros que já está se preparando há muito tempo para o novo concurso da PMDF é Gabriel Castro, de 25 anos, que fez o último concurso para a formação de praças da corporação em 2018, mas não conseguiu ser aprovado. “Arrasei na prova, mas na hora dos testes físicos eu não consegui passar. Tinha me machucado muito jogando bola naquela época, tava meio fora de forma, e isso aí pesou”, conta.

Nestes cinco anos desde a sua eliminação, onde segundo ele a decepção deu o lugar para uma “força de vontade para tentar de novo”, Gabriel, que é morador do Núcleo Bandeirante, está estudando incansavelmente para conseguir ingressar na PMDF, e espera que a segunda tentativa tenha um resultado diferente. “É um sonho meu ser policial que nem meu pai, e eu espero que esse seja o meu momento”, diz.

Se para uns, as provas da PMDF já são conhecidas, outros terão neste ano a primeira experiência. Kléber Lucas, morador de Sobradinho de 23 anos, será estreante no certame, e espera passar logo de primeira. “Acabei de me formar e queria logo passar nesse concurso. Na verdade, eu queria ser policial civil, mas vou fazer esse da PM para conhecer mais dessa rotina”, relata.

Diferentemente de Gabriel Castro, Kléber começou a estudar recentemente para o concurso. Apesar disso, ele está confiante na sua aprovação, destacando a sua preparação para os testes físicos. “Na faculdade, eu sempre me preocupei em fazer esporte, academia, deixar o corpo todo preparado, sabe? Se Deus quiser e eu passar na prova, acho que vai ser ‘de boa’ as outras etapas”, conclui o concurseiro.

Por Redação do Jornal Brasília

Foto: Pexels / Reprodução Jornal de Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui