Programa do DF ajudará alunos com incompatibilidade em idade escolar

O Distrito Federal apresenta, de acordo com o sistema de gestão da Secretaria de Educação, mais de 12 mil estudantes nessa situação

83

Os estudantes do ensino fundamental, do 3° ao 8° ano, que estão em situação de incompatibilidade idade/ano na rede pública de ensino do Distrito Federal podem contar com o programa SuperAção para corrigir esse fluxo e reconstruir a trajetória escolar. Os encontros formativos nas coordenações regionais de ensino com professores da rede ocorreram nos dias 7 e 9 de março e, agora, o programa começa a ser efetivamente implementado em toda a rede do DF. Em 2022, o programa foi testado.

O Distrito Federal apresenta, de acordo com dados de 2022 do sistema de gestão da Secretaria de Educação do DF (SEEDF), i-Educar, 12.507 estudantes do ensino fundamental em situação de incompatibilidade idade/ano. A meta do programa é atender 100% dos estudantes nessa situação e possibilitar acompanhamento formativo e sistemático às unidades escolares que atendem esses alunos.

O SuperAção foi elaborado de maneira colaborativa, de acordo com a legislação vigente, e considerando as experiências e programas anteriores do DF e de outros estados, para atender estudantes com dois ou mais anos de atraso em relação ao ano escolar esperado do ensino fundamental.

O programa é feito em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) por meio das ações propostas pela entidade nas Trajetórias de Sucesso Escolar (TSE). A ideia do Unicef é que essas ações tragam estratégias para o enfrentamento da cultura do fracasso escolar.

“Com essa perspectiva de correção de idade/ano é que surgiu o projeto SuperAção. Nós precisamos aliar esforços para vencer esse desafio. É uma proposta que tem aprovação do Conselho de Educação e é uma política que precisamos implementar. Trabalhamos para trazer formas para que isso ocorra e consigamos atender a realidade de cada escola. Vamos atuar de forma coletiva com a possibilidade de olhar a individualidade do estudante para que, após esse trabalho ao longo do ano, a gente avance para corrigir essa distorção”, destaca a subsecretária de Educação Básica da SEEDF, Iêdes Soares.

O programa tem a meta de atender todos os estudantes do público-alvo que estão na situação de incompatibilidade idade/ano. Outra proposta é fazer o acompanhamento pedagógico e sistemático em todas as unidades da rede pública.

“Consideramos as boas ações de outras iniciativas e o diagnóstico feito com estudantes para entender o que é importante para rede pública. Diante desse cenário atual, consideramos importante inovar na proposta do SuperAção”, explica a Ana Carolina Tavares, diretora da Diretoria de Ensino Fundamental (DIEF) da SEEDF.

A Diretoria de Ensino Fundamental também criou um canal de comunicação exclusivo para o Programa SuperAção, para que os professores possam tirar dúvidas. O contato pode ser feito através do telefone (61) 99845- 3770. Mais informações do programa pode ser encontradas aqui.

*Com informações da SEEDF

Por Agência Brasília

Foto: André Amendoeira, Ascom/SEEDF / Reprodução Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui