Ceilândia recebe a segunda edição do GDF Mais Perto do Cidadão

Na semana de comemoração dos 52 anos da cidade, Secretaria de Justiça oferece atendimento gratuito de vários órgãos públicos na sexta (31) e no sábado (1º/4)

89

Promovido pela Secretaria de Justiça e Cidadania, o programa GDF Mais Perto do Cidadão tem atividades programadas para sexta (31), das 9h às 16h, e sábado (1º), das 9h às 13h. Serão dois dias dedicados a atender a comunidade de Ceilândia, região administrativa mais populosa da capital federal, que completou 52 anos nesta semana.

A grande estrutura montada na Praça dos Eucaliptos, localizada na QNM 14, Área Especial, em Ceilândia Norte, receberá os participantes com diversos serviços gratuitos de órgãos do Governo do Distrito Federal (GDF).

“Serão vários e diferentes serviços de forma presencial, e esse é o presente que o Governo do Distrito Federal entrega para a população de Ceilândia”Marcela Passamani, secretária de Justiça e Cidadania

O objetivo do programa é desenvolver ações itinerantes nas diversas regiões administrativas do DF, voltadas à promoção do bem-estar e da qualidade de vida. “Esse é um grande projeto, e é justo comemorar o aniversário de Ceilândia levando a segunda edição do programa para a cidade”, afirma secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani. “Serão vários e diferentes serviços de forma presencial, e esse é o presente que o Governo do Distrito Federal entrega para a população de Ceilândia”.

Nesta segunda edição, os participantes vão contar com prestação do Serviço de Atendimento Imediato ao Cidadão – Na Hora, além de ter acesso a serviços da Caesb, Codhab, Detran, Neoenergia e INSS, entre outros.

O evento também vai oferecer à população atividades culturais e de lazer – tanto para adultos quanto crianças – atendimento psicológico e assistência social, além de serviços de beleza.

O decreto que institui o GDF Mais Perto do Cidadão foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal em 8 de fevereiro deste ano. O programa tem como fundamentos a inclusão social, dignidade da pessoa humana, bem-estar social, eficiência dos serviços públicos e acessibilidade.

*Com informações da Sejus-DF

Por Agência Brasília

Foto: Arte: Ascom/Sejus-DF / Reprodução Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui