GDF realiza exames médicos em pessoas em situação de rua

Equipes do Consultório na Rua estiveram no Centro Pop de Taguatinga para conscientizar e diagnosticar usuários com tuberculose

53

Nesta quarta-feira (19), os usuários que frequentam o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop) de Taguatinga tiveram acesso a atendimento de saúde para diagnóstico da tuberculose — doença comum em pessoas em situação de rua. Esta é mais uma ação de educação em saúde promovida pelo Consultório na Rua, programa da Secretaria de Saúde.

Os usuários que apresentaram algum sintoma da doença fizeram os exames para a detecção da tuberculose. Além disso, a equipe multidisciplinar, formada por médicos, psicólogos e assistentes sociais, promoveu uma palestra sobre causas, sintomas e consequências da doença.

“A nossa principal função quando a gente vem aqui não é só o atendimento, é o de assistência, de educação em saúde e de orientação, principalmente. A gente quer estimular que eles se cuidem. Então, a gente traz temas diversos, desde questões de higiene até vacinação”, explicou a médica de saúde da família do Consultório da Rua, Samanta Hosokawa.

Josué Rocha, 40 anos, participou da palestra e, segundo ele, os eventos no Centro Pop são enriquecedores. “Vai completar um ano que eu frequento o espaço. Eu passo o dia todo aqui, faço todas as refeições aqui também. Eu sempre participo dessas palestras ou de reuniões porque nós que estamos nessa situação de vulnerabilidade temos poucas informações”, comentou.

Centro Pop

Trata-se de uma unidade pública da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) para atendimento às pessoas em situação de rua. O espaço oferece atendimentos individuais e coletivos, oficinas, atividades de convívio e socialização, além de ações que incentivem o protagonismo e a participação social.

O Centro Pop funciona como um ponto de apoio para as pessoas em situação de rua, onde é possível acessar espaços para guarda de pertences, higiene pessoal, alimentação e provisão de documentação. A unidade de Taguatinga acolhe cerca de 250 pessoas por dia. Além disso, as equipes da Sedes prestam informações, orientações sobre os direitos e viabilizam o acesso a outros serviços, benefícios socioassistenciais e programas. Somente no ano passado, foram aproximadamente 70 mil atendimentos na unidade de Taguatinga.

“Aqui é um Centro Dia. Funcionamos todos os dias, de domingo a domingo, e é aqui que a gente promove ações de convivência com essas pessoas. Por exemplo, nós temos duas oficinas fixas, uma com a banda Vozes na Rua e outra chamada de Pedal Cidadão, onde eles aprendem a mecânica da bicicleta”, afirmou a assistente social e gerente em exercício do Centro Pop de Taguatinga, Reijane Ferreira.

Atualmente, o Distrito Federal dispõe de dois Centros Pop, um no Plano Piloto e outro em Taguatinga — duas regiões com a maior incidência de pessoas em situação de rua. Para mais informações, como endereço e telefones para contato, acesse o site da Sedes.

Por Agência Brasília

Foto: Sandro Araújo/ Agência Saúde / Reprodução Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui