Escola da Defensoria Pública do DF lança plataforma EaD gratuita

Foram disponibilizados 27 cursos, que são abertos à comunidade; aulas são ministradas por profissionais especializados que oferecem conhecimento baseado nos dados e na vivência da DPDF

33

A Escola de Assistência Jurídica da Defensoria Pública do Distrito Federal (Easjur/DPDF) lançou uma plataforma de Ensino a Distância (EaD) gratuita para o público interno e externo da instituição. Iniciando uma nova trajetória, foram disponibilizados, inicialmente, 27 cursos de forma virtual.

As aulas são ministradas por profissionais especializados, que oferecem um conhecimento baseado na massa de dados e na vivência da DPDF nas diversas áreas humanas. O foco é trazer a perspectiva de trabalhar um novo acesso à justiça.

O Moodle, ferramenta utilizada pela escola como base tecnológica, é internacionalmente reconhecido, conta com mais de 200 milhões de usuários e oferecerá plataforma dinâmica e intuitiva, acesso remoto com certificação online, dezenas de cursos com mais de 150 horas/aula, conteúdos complementares, avaliações, pesquisa de satisfação e ambiente de interação, além de diversas outras funcionalidades.

O gerente de Interação Acadêmica, Pesquisa, Extensão, Produção de Conteúdo e Desenvolvimento de Tecnologias da Easjur/DPDF, Marcos Vinícius Oliveira, explica que, em três meses de trabalho, foram implementados 27 cursos iniciais e disponibilizados conteúdos com dezenas de materiais escritos, além da configuração visual da plataforma Moodle. “Apresentamos um ambiente EAD dinâmico e intuitivo. No próximo mês, nossa equipe implementará todas as avaliações que serão utilizadas como condição obrigatória para a emissão do certificado”, afirmou.

O defensor público-geral, Celestino Chupel, adianta que há possibilidade de construir uma interface de escala com toda a rede pública de ensino. “O intuito é estreitar os laços de colaboração e compartilhar informações relevantes sobre a Carta de Serviços da Defensoria”, explicou.

Para o defensor público e diretor da Easjur, Evenin Ávila, a plataforma Easjur/EaD terá grande impacto positivo. “Haverá economia de recursos públicos e tempo dos usuários, pois evita o retrabalho, aumentando significativamente o padrão e o nivelamento da informação em escala tanto para o público interno quanto externo”, definiu.

Easjur/EAD nas escolas públicas

A primeira apresentação da plataforma Easjur/EaD será realizada nesta quinta-feira (26), durante o 1º Café da Defensoria com as regionais de ensino do Distrito Federal: “Relações Humanas: Justiça e Sustentabilidade”. O intuito é fomentar um ambiente tecnológico colaborativo e humanizado, proporcionando aprendizagem e ações práticas no ambiente escolar.

*Com informações da DPDF

Por Agência Brasília

Foto: Divulgação/DPDF / Reprodução Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui