UBS 1 da Asa Sul leva crianças e pais ao Planetário de Brasília

Atividades lúdicas fazem parte dos tratamentos terapêuticos oferecidos pela Estratégia Saúde da Família

63

A equipe multidisciplinar (e-Multi) da Unidade Básica de Saúde (UBS) 1 da Asa Sul organizou uma visitação de crianças e pais ao Planetário de Brasília Luiz Cruls na última semana. A ação está inserida na Estratégia Saúde da Família (ESF), que visa garantir a integralidade de cuidado e serviços ofertados pela Atenção Primária à Saúde (APS) à população.

As crianças realizaram um passeio guiado pelas instalações do planetário, conferindo vídeos, imagens de telescópio e maquetes alusivas ao cosmos e à exploração espacial. De acordo com Marília Carvalho, psicóloga da e-Multi, a realização desses encontros visa proporcionar lazer a jovens com demandas emocionais acompanhadas pela equipe ESF, que oferece atividades de acordo as necessidades identificadas pela e-Multi, como a realização de oficinas de culinária e brincadeiras entre pais e filhos, por exemplo.

“A e-Multi é quem dá suporte às equipes de Saúde da Família, fazendo acompanhamento mais esporádico e territorializado dessas crianças e famílias que chegam por meio da UBS”, ressaltou a psicóloga.

Residente na Cidade Ocidental, em Goiás, mas trabalhando no Plano Piloto, Expedito Oliveira é pai da pequena Mariana e se disse encantado com o passeio. “Moro aqui há mais de 20 anos, mas nunca tinha vindo ao Planetário. Minha filha está amando. Pra ela, é muita novidade — e ela é curiosa, quer sempre conhecer coisas novas,” contou.

Segundo Fernanda Carpovicz, psicóloga da Secretaria de Saúde (SES-DF) e integrante da e-Multi da unidade, a equipe multiprofissional — composta por profissionais de diversas especialidades clínicas, como terapeutas ocupacionais, nutricionistas, assistentes sociais, fisioterapeutas, farmacêuticos e psicólogos — é imprescindível para a concepção do usuário de saúde como um todo, conforme o princípio da integralidade do sujeito.

Carpovicz explicou que as crianças são recebidas nas UBS quando apresentam questões de comportamento ou de saúde mental. Um profissional da ESF faz o acolhimento inicial e leva o caso até a e-Multi, que desenvolve um atendimento terapêutico de acordo com as especificidades daquele paciente. “O objetivo de realizar atividades lúdicas, brincadeiras, rodas de conversa com pais, é promover a socialização da criança através da construção de vínculos, tanto com os terapeutas quanto com a família”, destacou.

As famílias e os profissionais da UBS 1 contaram com apoio do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBDF), que forneceu um ônibus até o Planetário.

Um espaço de ciência e tecnologia 

O Planetário de Brasília Luiz Cruls é administrado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti-DF). Segundo Jhorge Evangelista, um dos supervisores do espaço, a finalidade dos passeios guiados é instigar os visitantes a se aprofundarem por si mesmos no estudo da astronomia. “Nós queremos levar para essas crianças um olhar mais amplo, de realidades além do nosso mundo. Sempre que olhamos para o céu, costumamos perguntar: ‘Onde estão as estrelas? Qual os tamanhos delas? São quentes como nosso sol?’ Nosso intuito é alargar o olhar desse jovem”, disse.

O Planetário é um equipamento público, cujo principal objetivo é estimular a divulgação científica e despertar o interesse pelo conhecimento. O espaço oferece visita, livres ou guiadas, às exposições do acervo e à cúpula, onde ocorrem as projeções e exibições dos filmes sobre astronomia, cosmologia e astronáutica. A visita é gratuita e atende a públicos de todas as idades. Funciona de terça a domingo, das 7h30 às 19h.

Com informações da Agência Brasília

Por Jornal de Brasília

Foto: Jhonatan Cantarelle/Agência Saúde-DF Reprodução Jornal de Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui