2ª edição do concurso Sabor de Escola elege vencedora nesta sexta-feira

O concurso vai escolher a melhor receita da alimentação escolar do DF entre oito finalistas

56

Após meses de competição em todo o Distrito Federal, o concurso Sabor de Escola chega à etapa final e vai eleger a melhor receita da alimentação escolar do DF. A grande final do concurso está marcada para esta sexta-feira (1º/12), no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, das 9h às 12h.

As competições do Sabor de Escola começaram dia 12 setembro e a disputa passou pelas 14 coordenações regionais de ensino (CREs) do DF. Ao todo, 305 merendeiras e merendeiras se inscreveram na edição de 2023, quase o dobro do ano passado, quando concorreram 160 profissionais responsáveis por preparar a merenda dos alunos da rede pública.

Na etapa regional, duas merendeiras de cada CRE foram selecionadas para a semifinal, de onde saíram as oito finalistas que vão concorrer ao título de melhor receita do DF.

Veja quem são as oito finalistas:

→ Rosana Leite Pacheco
Prato: Escondidinho A cara do Cerrado
Escola: Centro de Ensino Fundamental 19 de Taguatinga

→ Angélica Alves Rabelo
Prato: Musse de maracujá com geleia de morango
Escola: Escola Classe Almécegas de Brazlândia

→ Maiara Ferreira Mesquita
Prato: Bobó de peito de frango com arroz
Escola: Centro Educacional 104 do Recanto das Emas

→ Ivanilda Geralda De Jesus
Prato: Feijoada escolar
Escola: Escola Classe 501 de Samambaia

→ Sebastiana Félix de Oliveira
Prato: Peixe ao molho branco com creme de maracujá
Escola: Centro de Ensino Médio Júlia Kubitscheck (CRE Núcleo Bandeirante)

→ Ivone Lemos Cordeiro de Souza
Prato: Feijoada serrana
Escola: Escola Classe 16 de Sobradinho

→ Mar-Lucy Pereira da Silva
Prato: Paleta suína à savana brasileira
Escola: Escola Técnica de Planaltina

→ Ana Paula Cardoso Silva
Prato: Rocambole de carne com purê de mandioca
Escola: Centro de Ensino Médio 01 de Planaltina

O Sabor de Escola é uma competição anual que visa promover a importância da alimentação saudável nas escolas, incentivando os merendeiros da rede pública de ensino do DF a desenvolverem suas habilidades culinárias, explorarem novos sabores e apresentarem receitas únicas e deliciosas.

Os participantes são encorajados a criar pratos saudáveis e balanceados, considerando critérios como valor nutricional, apresentação, sabor e originalidade. As receitas, obrigatoriamente, devem contar com os ingredientes e produtos exclusivamente presentes no Programa de Alimentação Escolar do DF (PAE-DF).

Este ano, o Sabor de Escola traz uma novidade: receitas preparadas com frutos do Cerrado ou ingredientes produzidos a partir deles receberão três pontos a mais. O edital do concurso lista cinco frutos que, caso utilizados, colocará os competidores na frente dos demais: jatobá, buriti, caju, maracujá e mandioca-amarela. O intuito é apresentar aos estudantes alimentos nativos cultivados no Centro-Oeste, já que a Secretaria de Educação pretende incluir frutos do Cerrado na alimentação escolar.

Premiação

Para eleger a melhor receita da alimentação escolar do DF, os jurados devem se questionar se todas as escolas possuem os ingredientes, equipamentos e utensílios necessários para preparar a receita; se ela exige um método de preparo muito difícil e leva um longo tempo para ser preparada; e se seria possível preparar essa receita para centenas ou milhares de estudantes.

O primeiro colocado ganha um prêmio no valor de R$ 9 mil, o 2º colocado, prêmio no valor de R$ 5,3 mil, o 3º colocado recebe um prêmio no valor de R$ 4,2 mil e os demais finalistas recebem um prêmio no valor de R$ 2,7 mil.

Serviço

Final da 2ª edição do concurso Sabor de Escola
Data: sexta-feira (1º/12)
Horário: 9h às 12h
Local: Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

*Com informações da SEEDF

Por Agência Brasília

Foto: Jotta Casttro/SEEDF / Reprodução Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui