Abin: servidores publicam carta para cobrar fortalecimento da carreira

Associação de servidores da Abin publicou carta aberta para cobrar concurso público, recomposição salarial e melhores condições de trabalho

43

A União dos Profissionais de Inteligência de Estado da Abin (Intelis) divulgou uma carta aberta para cobrar ações voltadas ao fortalecimento da carreira, como abertura de concurso público e garantia de recomposição salarial

O documento elaborado pela entidade de servidores da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) afirma que quatro em cada cinco vagas de trabalho no órgão federal estão desocupadas e que a carreira tem um dos maiores quadros de vacância entre as de servidores públicos da administração pública federal.

Atualmente, a agência tem menos de um terço do número de servidores com que conta a Polícia Civil da menor unidade da Federação do país, segundo a Intelis.

“Pertencemos à carreira de Estado com maior arrocho salarial desde 2011 e, até agora, nem sequer foi aberta mesa de negociação no Ministério de Gestão e Inovação dos Serviços Públicos”, destacou a união.

Para a entidade, os servidores trabalham sob um regime normativo “precário”, que também leva “insegurança e incerteza” quanto a atribuições e ferramentas laborais básicas.

Movimentos de categorias

O Fórum Nacional das Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) e o Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) convocaram uma paralisação por reajuste salarial, para a próxima terça-feira (12/12).

Além disso, outros setores sinalizaram disposição para entrar em greve em busca de recomposição salarial, a exemplo da Receita Federal e da Polícia Federal (PF).

Por Francisco Dutra, Isadora Teixeira da Metrópoles

Foto: Hugo Barreto/Metrópoles @hugobarretophoto / Reprodução Metrópoles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui