Espaço inaugurado de empresa pública amplia serviços de energia

Nova sede fica localizada na Asa Norte e vai comportar empregados públicos com mais modernidade e tecnologia

19

Em comemoração ao aniversário de 55 anos da Companhia Energética de Brasília (CEB), a empresa pública apresentou sua nova sede administrativa. A unidade, localizada na Asa Norte, foi adquirida em janeiro deste ano com o investimento de R$ 34,3 milhões. O novo espaço conta com mais modernidade, tecnologia e acessibilidade, o que refletirá em uma melhor prestação de serviços à população do Distrito Federal. A cerimônia de inauguração foi nesta sexta-feira (15) e teve a participação do governador Ibaneis Rocha. “Entregamos as novas instalações da CEB. A companhia está muito bem-instalada, prestando um belíssimo serviço para a nossa cidade. A CEB é uma empresa que tem sido premiada por várias entidades e órgãos do DF graças ao trabalho organizado de todos os diretores”, defendeu o governador.

As novas instalações somam 2.100 metros quadrados distribuídos em 46 salas e uma ampla área de circulação. Além disso, os servidores contam com 46 vagas de garagem. “Hoje nós temos uma nova CEB, que é uma empresa extremamente rentável e premiada que tem feito suas atividades, seja na geração de energia para o DF, seja na iluminação pública”, afirmou o diretor-presidente da companhia, Edison Garcia.

Por enquanto, a antiga sede, localizada no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), vai funcionar como uma área operacional de iluminação pública. Por lá, será feita a guarda de postes e luminárias da companhia. Segundo Edison Garcia, a ideia é que a área seja vendida e o dinheiro, investido em serviços prestados à população do DF: “O projeto é vender o espaço antigo e o resultado deste terreno ser revertido como dividendos para acionistas e para o GDF investir em programas sociais e de infraestrutura”.

Recentemente, o governador Ibaneis Rocha assinou o contrato de concessão do serviço à CEB, com investimentos da ordem de R$ 300 milhões. A duração do acordo é de 30 anos, e a meta é que a iluminação pública do DF seja toda de LED em breve. “Assumimos o contrato de concessão e vamos trabalhar para mudar a cidade. Queremos fazer com que o Distrito Federal tenha mais luz e segurança com lâmpadas de LED”, pontuou o diretor-presidente.

Por Thaís Miranda da Agência Brasília

Foto: Renato Alves/Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui