Cultura: reforma do Teatro Nacional e apoio do FAC a 442 projetos

Editais reforçam a diversidade cultural em ano marcado também pela 56ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro e pela reintrodução do Prêmio José Aparecido

278

“O ano de 2023 foi um desafio significativo para nós na Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal, mas também foi marcado por avanços importantes que moldaram nossa trajetória.

Ao longo deste ano, lançamos uma série de editais cruciais: o FAC contemplou 442 projetos; a Lei de Incentivo, 38; o Programa Conexão investiu aproximadamente R$ 4 milhões; e publicamos os editais referentes à Lei Paulo Gustavo, com 2.016 projetos inscritos. Todos esses chamamentos fortaleceram ainda mais a riqueza e diversidade cultural que tanto prezamos.

Além dos editais, alcançamos um marco significativo: avançamos consideravelmente na restauração da sala Martins Pena do Teatro Nacional Claudio Santoro, um espaço emblemático que representa nossa dedicação em preservar e revitalizar nossos patrimônios culturais. Falando em espaços, nossos equipamentos culturais tornaram-se epicentros de expressão, irradiando programações diversas em todas as regiões do Distrito Federal. Esses eventos, repletos de pluralidade, foram essenciais para conectar nossa comunidade a manifestações artísticas e culturais diversas.

Um ponto de virada foi o lançamento da Política Aldir Blanc, um marco fundamental para a cultura. Esta política desempenhará um papel crucial ao oferecer suporte financeiro a artistas, espaços culturais e projetos artísticos em todo o país, preservando nossa riqueza cultural e impulsionando seu alcance.

O 56º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, um dos principais festivais do país, foi um sucesso, proporcionando uma plataforma para celebrar e disseminar a sétima arte. Simultaneamente, a reintrodução do Prêmio José Aparecido destacou projetos vinculados aos patrimônios culturais e históricos, reconhecendo sua importância e valor.

Antecipamos os editais do Carnaval 2024 para garantir uma festividade à altura das expectativas de toda a nossa comunidade no Distrito Federal. Encerramos o ano com uma programação de Natal memorável, preparando o terreno para a aguardada festa de Réveillon.

Estamos prontos para continuar nossa jornada comprometida com a promoção da cultura, da arte e da economia criativa no próximo ano.”

*Claudio Abrantes, secretário de Cultura e Economia Criativa

Por Agência Brasília

Foto: Lúcio Bernardo Jr./Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui