Empreendedores negros podem se inscrever para mentoria gratuita

Com apoio da Secti, programa de âmbito nacional oferece seis meses de acompanhamento para negócios já existentes e novos projetos

25

Como parte do empenho em cumprir as metas do Pacto pela Inclusão no Mercado de Trabalho do DF, a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti-DF) está apoiando o projeto Igualando Oportunidades, um programa que, voltado a empreendedores negros, oferece seis meses de acompanhamento para negócios já existentes e novos projetos. As inscrições, gratuitas, estão abertas.

O programa é uma iniciativa do Instituto Multiplicidades, com execução a cargo do Instituto Brasileiro de Cidades Humanas, Inteligentes, Criativas e Sustentáveis (Ibrachics) e fomento do Ministério Público do Trabalho do DF e Territórios (MPTDFT). As atividades serão desenvolvidas de maneira híbrida ou presencialmente, conforme a disponibilidade dos participantes e palestrantes, sendo possível acessar o conteúdo teórico virtualmente a qualquer momento, bem como as palestras, pelo canal do Igualando no YouTube.

A incubadora oferece treinamentos, mentorias especializadas, uma rede de contatos e experiências ao longo de 40 encontros, incluindo oficinas, palestras e meetups, durante os seis meses de atividades, visando impulsionar o desenvolvimento de projetos economicamente viáveis. 

Desenvolvimento de raciocínio

A palestra de abertura do programa, intitulada Diversidade étnico-racial como estratégia de negócio, será proferida no dia 11, às 19h, no Planetário de Brasília, pelo juiz do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDF) Fábio Esteves, ex-presidente da Associação de Magistrados do DF, especialista em direito público pela Universidade Gama Filho (Rio de Janeiro), mestre em direito pela UnB, doutorando em direito pela Universidade Autónoma de Lisboa (Portugal) e professor de Direito Constitucional na Escola da Magistratura do Distrito Federal.

A metodologia da incubadora é coordenada por Juliana Martinelli, fundadora da InovaHouse3D, consultora do Instituto Multiplicidades e coordenadora nacional de Engenharia e Inovação na Cruz Vermelha brasileira. Juliana é considerada uma das jovens mais promissoras do Brasil pela revista Forbes. 

“Contamos com mentores do mercado e do governo para fornecer esclarecimentos e desenvolver raciocínio para o problema específico do projeto incubado”, explica a gestora do Igualando Oportunidades, Cristiane Pereira, diretora-executiva do Instituto Multiplicidades e especialista em gestão, cidade inteligente, segurança da informação, inovação e tecnologia da informação, além de vice-presidente de Apoio e Fomento a Startups Brasileiras do Ibrachics.

Faça a sua pré-inscrição neste link.

Conheça mais sobre o Igualando Oportunidades no Instagram do programa.

*Com informações da Secti

Por Agência Brasília

Foto: Divulgação / Reprodução Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui