UBS 6 de Santa Maria ganha unidade de apoio para 8 mil atendimentos mensais

Durante inauguração oficial do posto de saúde, governadora em exercício Celina Leão autorizou a construção de uma nova unidade de ensino infantil na cidade para 200 crianças

50

Os moradores de Santa Maria terão mais opção na rede pública para realizarem seus atendimentos médicos. A Unidade Básica de Saúde (UBS) 6 ganhou um posto de apoio, localizado na EQ 304/307. O reforço foi oficialmente entregue à comunidade nesta segunda-feira (8) – durante a inauguração, a governadora em exercício Celina Leão ainda assinou uma ordem de serviço para construção de um Centro de Educação de Primeira Infância (Cepi) na cidade.

A nova unidade ocupa o prédio do antigo posto policial da região sul de Santa Maria. O espaço cedido pela Secretaria de Segurança do Distrito Federal contou com R$ 700 mil, verba proveniente de emendas parlamentares, para ser totalmente renovado, passando a abrigar duas equipes de Estratégia de Saúde da Família (EsF). A ideia é que a extensão atenda os moradores das quadras 203, 303, 204 e 304.

“Estamos investindo muito na atenção primária, porque precisamos mudar uma cultura no Distrito Federal. Aqui, as pessoas só procuram um médico quando ficam doentes. Não há o hábito de fazer acompanhamento nas unidades básicas de saúde”, comentou Celina Leão. “Por isso, estamos fortalecendo a nossa rede. Quando melhoramos a atenção básica, melhoramos a atenção secundária e as especialidades, fazendo um acompanhamento preventivo da população.”

O postinho de saúde tem cerca de 450 m² de área construída, com quatro consultórios, duas áreas de acolhimento, sala de curativo, área de espera, banheiros para o público, banheiros para funcionários, sala de esterilização, farmácia, sala de gestão e copa. Toda a estrutura foi projetada e reformada pela Secretaria de Saúde. Janelas e portas do antigo posto policial foram trocados, bem como o piso e as calçadas.

De acordo com a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio, a nova unidade expande o ambiente de cuidado, prevenção e acompanhamento de grávidas, diabéticos, hipertensos e pessoas com doenças crônicas. “A UBS 6 de Santa Maria já estava sobrecarregada, recebendo pacientes além da sua capacidade, que são 8 mil atendimentos por mês”, afirmou. “Esse ponto de apoio amplia nosso ambiente, permitindo que a gente possa cuidar melhor e mais 8 mil pessoas mensalmente”.

Para a presidente do Conselho de Saúde de Santa Maria, Denise Bastos, a nova unidade é uma vitória para a população. “A comunidade poderá usufruir de equipes de saúde da família, que oferecem atendimentos básicos de prevenção. A gente vai conseguir fazer um mapeamento mais eficiente do território e atender melhor a nossa população”, ressalta Denise.

Frequentadora assídua da UBS 1 na EQ 307, a consultora em beleza Valdene Vidal, 44 anos, comemorou a inauguração de mais uma unidade básica em Santa Maria. “Eu gosto bastante dos postinhos de saúde – fiz todo o meu pré-natal em um deles, costumo trazer meu filho para consultar e só recorro a um hospital em casos mais graves”, contou. “É ótimo ter mais uma opção de atendimento na cidade, com tudo novinho. Estou adorando”.

Reforço na educação

A assinatura da ordem de serviço para a construção do Centro de Educação da Primeira Infância (Cepi) 215/315 tira do papel outra obra muito aguardada pelos moradores de Santa Maria. “As mulheres querem trabalhar, mas a pergunta vem: com quem nós vamos deixar as nossas crianças?”, observou a governadora em exercício Celina Leão. “É uma demanda antiga da região, que estamos muito felizes em atender”.

A secretária de Educação do Distrito Federal, Hélvia Paranaguá, destacou que Santa Maria já vai ganhar um novo Cepi no início do ano letivo. Localizado na CL 201, a unidade poderá atender até 200 crianças de até 3 anos – com esta inauguração, a região vai totalizar seis centros.

“Em 2024, serão construídos 18 Cepis em todo o Distrito Federal, alguns deles com inauguração prevista ainda para este ano”, apontou Hélvia Paranaguá. “Ao todo, o GDF tem 40 obras de unidades de ensino em andamento no Mangueiral, no Itapoã, na Estrutural e em várias outras regiões do DF”.

Diretor de Edificações da Novacap, Carlos Alberto Spies informou que a estrutura do Cepi 215/315 vai seguir o modelo das demais unidades. “Serão 1.300 m² de área construída, com mais de 10 salas, cozinha, lavanderia, lactário, playground e toda a estrutura necessária para o atendimento da população”, detalhou. “O investimento ficou em R$ 5,5 milhões – parte da verba foi financiada pelo FNDE [Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação] e a outra parte foi custeada pelo Governo do Distrito Federal”.

Por Carolina Caraballo e Jak Spies da Agência Brasília

Foto: Geovana Albuquerque/Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui