Beneficiários podem consultar local de retirada do Cartão Material Escolar

Liberação do saldo para quem tem direito ao segundo lote será feita no dia 16 deste mês; mais de 93 mil estudantes e 74 mil famílias foram contemplados no programa, que tem investimento superior a R$ 40 milhões

626

Está liberada a consulta do local de retirada do Cartão Material Escolar a partir desta sexta-feira (9). Os beneficiários que ainda não possuem o cartão físico podem verificar onde retirar o cartão acessando o site do GDF Social.

As datas para a retirada do cartão serão organizadas por ordem alfabética, conforme lista abaixo referente a este mês.

→ A-B: dia 16
→ C-E: dia 19
→ F-J: dia 20
→ K-L: dia 21
→ M-Q: dia 22
→ R-Z: dia 23

A liberação do saldo para os beneficiários do segundo lote será feita no dia 16.

Lotes

O primeiro lote foi pago no dia 1º deste mês, aos beneficiários que já tinham o Cartão Material Escolar. Ao todo, 93.512 estudantes e 74.009 famílias foram contemplados. Mais de 150 mil alunos serão beneficiados, com um investimento superior a R$ 40 milhões.

A Secretaria de Educação (SEEDF) esclarece que tanto o primeiro lote quanto o segundo consideram os dados cruzados em meados de janeiro, já que a liberação do primeiro lote ocorreu no dia 1º deste mês. Portanto, se a matrícula do beneficiário foi realizada após isso, é provável que a liberação do benefício ocorra apenas no terceiro lote.

A liberação do terceiro lote está prevista para ser efetuada após o início do ano letivo. Isso porque será feita uma busca nos sistemas para verificar as matrículas realizadas após o início das aulas, no próximo dia 19, com o intuito de localizar o maior quantitativo possível de beneficiários que  ainda não tiveram o saldo liberado.

A SEEDF reforça a importância de que as famílias mantenham seus dados cadastrais atualizados. Algumas informações, como número do NIS, CPF e nomes dos responsáveis e do estudante, são fundamentais para a liberação do benefício.

Como funciona

O Cartão Material Escolar é destinado a estudantes entre 4 e 17 anos matriculados na rede pública do DF cujos responsáveis sejam beneficiários do Bolsa Família ou programa similar do governo federal, com cadastro no Distrito Federal e sem residência em outros estados.

Os beneficiários contemplados receberão créditos de R$ 320 – alunos do ensino infantil, especial e fundamental -, enquanto alunos do ensino médio terão um crédito de R$ 240.

Este ano, foram cadastradas 339 papelarias que estão aptas a vender os materiais da lista fornecida pelas escolas da rede pública. Veja aqui a lista das papelarias cadastradas.

*Com informações da SEEDF

Por Agência Brasília

Foto: Felipe de Noronha/SEE-DF / Reprodução Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui