Mais de 33,6 mil pessoas de outros estados se vacinaram no DF

A maioria dessas pessoas veio do estado de Goiás: 16.441. De Minas Gerais, 4.067 pessoas vieram ao DF para serem vacinadas

1054

Até o momento, 33.671 pessoas residentes de outras unidades da Federação foram vacinadas com a primeira dose das vacinas contra a covid-19 no Distrito Federal. A informação consta no mais recente boletim sobre a vacinação no DF divulgado nesta segunda-feira (5) pela Secretaria de Saúde. O balanço também aponta que 11.884 pessoas receberam o reforço do imunizante.

A maioria dessas pessoas veio do estado de Goiás: 16.441. De Minas Gerais, 4.067 pessoas vieram ao DF para serem vacinadas. Em terceiro lugar, 1.851 pessoas residentes do Rio de Janeiro foram imunizadas no DF e outras 1.823 do estado de São Paulo.

Receberam a segunda dose 6.263 moradores de Goiás; 1.353 de Minas Gerais; 596 de São Paulo; 564 do Rio de Janeiro; e 523 da Bahia.

O balanço do informativo semanal contempla os dados inseridos na plataforma Novo SI-PNI do Ministério da Saúde. De acordo com o sistema de informações, 281.650 doses de vacina foram administradas no DF, sendo 220.046 como primeira dose e 61.604 como segunda. Ainda há informações sobre doses administradas sendo inseridas no SI-PNI, o que se explica a diferença dessa informação, com a atualização diária do Vacinômetro, que aponta 306.479 doses aplicadas até o último domingo (4).

Do total de doses administradas, 221.314 são da vacina CoronaVac e 60.336 da vacina de Oxford. As informações sobre a residência da população são obtidas por meio do Cadastro Nacional de Saúde.

Perfil dos vacinados

De acordo com os dados do boletim, as mulheres representam a maioria dos vacinados, sendo 62,4% com a primeira dose e 64,7% com o reforço.

Considerando o público-alvo, 141.466 idosos com 66 anos, ou mais, já foram vacinados com a primeira dose. Desses, 21.149 receberam o reforço. Os trabalhadores da Saúde vêm em seguida com 75.518 vacinados com a primeira dose e 39.120 com a segunda.

Quanto às perdas físicas e por problemas técnicos com o produto, até o dia 4 de abril, foram informadas à Secretaria de Saúde 130 ocorrências à Rede de Frio, em que 1.734 doses foram perdidas, sendo 61 por quebra de frasco, dois por falta de pressão no frasco, um por mudança de cor, três por extravasamento na seringa e 1.667 por volume insuficiente.

Há, ainda, 385 doses que ficaram fora da temperatura recomendada em bula e estão em análise pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) para avaliação quanto à perda ou não da eficácia.

As informações são da Agência Brasília

Por Marcus Eduardo Pereira do Jornal Brasília com informações de Sueli Moitinho

Foto Renato Alves/Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui