Profissionais da Educação recebem insumos do GDF

A entrega dos kits para a equipe da formação continuada foi feita pelo Comitê Todos Contra a Covid, em mais uma ação de enfrentamento à doença

1126

O comitê Todos Contra a Covid realizou, na manhã desta segunda-feira (31), na Residência Oficial do Lago Sul, uma entrega simbólica de 400 unidades de álcool gel de 450 mg e 200 máscaras à equipe da Subsecretaria de Formação Continuada dos Profissionais de Educação.

“A educação é um ato de amor, e o governo tem zelado pelos professores”Ana Cláudia Veloso, assessora especial da Subsecretaria de Formação Continuada dos Profissionais de Educação

Os insumos serão destinados aos 270 profissionais, entre servidores e professores, que compõem o quadro da Escola de Aperfeiçoamento de Profissionais da Educação (Eape). O comitê é coordenado pelo vice-governador Paco Britto.

A entrega dos kits será feita pela subsecretaria, em breve, por meio de drive-thru, com o intuito de manter os cuidados necessários, respeitando todas as normas sanitárias para evitar o contágio da covid-19.

Pioneira e única do gênero na formação continuada existente no país, a Eape é um dos pilares do Programa de Educação do Governo do Distrito Federal (GDF). Em agosto, a escola completará 33 anos; e, assim que possível, após o período de vacinação no DF, a diretoria promoverá um grande evento alusivo à data.

Reestruturação

“Na pandemia, tivemos que nos reinventar”, esclareceu a assessora especial Ana Cláudia Veloso, que representou a subsecretária Hélvia Miridan Paranaguá Fraga, no evento. “É um desafio executar as atividades [nesta época de pandemia]. Os prejuízos aconteceram, e tivemos que reestruturar toda nossa formação”.

Em nome da subsecretária, a equipe agradeceu o apoio do governador Ibaneis Rocha e do vice-governador Paco Britto destinado à educação, incluindo a atual vacinação dos professores, que possibilitará, segundo Ana Cláudia, um retorno com segurança às aulas presenciais em agosto próximo. “A educação é um ato de amor, e o governo tem zelado pelos professores”, disse Ana Cláudia.

Eape atende mais de 23 mil professores da rede pública de ensino do DF

Representando o vice-governador, sua esposa, Ana Paula Hoff, recebeu a comissão, lembrando que o comitê foi criado pelo governador Ibaneis Rocha, no ano passado, para atuar no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus e, com isso, diminuir os danos causados pela doença. O trabalho inicial, continuou, foi de conscientização da população. “A vida e a sociedade são dinâmicas”, disse Ana Paula. “Esse modelo [da Eape] é maravilhoso e deve ser enaltecido e divulgado”.

Com um olhar diferenciado para a escola pública, a Eape trabalha na formação dos professores, visando aprimorar a qualidade de ensino no DF. Lá, as salas recebem profissionais de todas regionais de ensino, que, por meio de palestras, atendem todo o DF e, também, o Brasil.

De acordo com a equipe, uma das metas é, por meio de parcerias, alcançar 30% do quadro de professores com mestrado. A escola proporciona o afastamento anual de cerca de 2 mil servidores para realizarem especialização, mestrado e doutorado. Segundo Ana Cláudia, a Eape atende mais de 23 mil professores da rede pública de ensino.

Também participou da reunião o presidente da Associação Comercial e Industrial de Taguatinga (Acit) e vice-presidente da Federação das Associações Comerciais, Justo Magalhães Moraes, responsável por “apadrinhar” a aproximação do comitê com a Eape.

Formação continuada

No calendário oficial do Distrito Federal, 10 de agosto é a data em que se comemora o Dia da Formação Continuada, em homenagem à criação da Escola de Aperfeiçoamento de Pessoal, instituída nesse mesmo dia, em 1988. Posteriormente, a instituição teve o nome mudado para Escola de Aperfeiçoamento de Profissionais da Educação. A homenagem se tornou lei com a publicação no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) de 12 de fevereiro de 2020.

A Eape oferece formação continuada aos profissionais da Educação do DF, incluindo servidores das carreiras de magistério e de assistência. Dessa forma, possibilita o desenvolvimento contínuo dos profissionais, com oferecimento de centenas de cursos estruturantes para todos níveis, presenciais e a distância, permitindo o desenvolvimento de melhores escolas e da educação do DF como um todo.

O Distrito Federal é uma das unidades federativas que exigem formação superior de todos os seus professores – inclusive dos temporários – e um plano de carreira que privilegia a formação, tornando a sua rede pública uma das mais bem-preparadas do Brasil. A Eape é responsável por esse planejamento.

Por Agência Brasília com informações de Sueli Moitinho

Foto: Vinícius de Melo/Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui