Diversão ao ar livre e em espaços turísticos do DF

Público infantil poderá contar com diversidade de opções neste feriado, respeitando as medidas de prevenção à covid-19

523

“Muito além dos monumentos, das atrações cívicas e das descobertas no cerrado, a Rota da Diversão traz entretenimento, cultura e o contato com a natureza”Vanessa Mendonça, secretária de Turismo

No Dia das Crianças, desde que com reforço de todas as medidas preventivas, vale sair de casa para comemorar. Brasília está equipada com vários endereços que oferecem diversão e lazer para o público infantil. A Secretaria de Turismo (Setur) oferece, em sua página na internet, uma rota da diversão voltada exclusivamente para esse segmento.

As opções são diversificadas. Abrangem desde uma boa pedalada com os pais no Eixão do Lazer – aberto aos domingos e em feriados, como o desta terça-feira (12/10/21) – até um passeio pelo Complexo da República, onde está localizado o Museu Nacional criado por Oscar Niemeyer, que oferece contemplação arquitetônica e informação cultural ao visitante.

Mas há muito mais a contemplar o público infantil, que, segundo o último levantamento da Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílio (Pdad), coordenada pela Codeplan – dados apurados em 2018 e concluídos em 2020 –,  é de 405.273 crianças.

Para quem gosta de histórias infantis e boa música, a atração desta terça é o concerto Pedro e o Lobo, Cirandas e Aquarelas, com a Orquestra Filarmônica de Brasília, às 17h, na Concha Acústica (Setor de Clubes, Vila Planalto). Os ingressos, gratuitos, poderão ser retirados na bilheteria digital.

Além dos monumentos

O circuito pioneiro da Rota da Diversão da Setur foi pensado para levar crianças de todas as idades a conhecer os atrativos e se divertir pelos quatro cantos do Distrito Federal. “Muito além dos monumentos, das atrações cívicas e das descobertas no cerrado, o que consagrou Brasília como um destino para todos os públicos, a Rota da Diversão traz entretenimento, cultura e o contato com a natureza, para moradores e visitantes de todas as idades”, resume a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça.

Para orientar os visitantes infantis e os nossos “turistinhas” internos, a Setur editou um miniguia, que conta com um layout exclusivo, jogos como o caça-palavras e desenhos para colorir, elaborados pelo artista Ralfe Braga. “Esta publicação é mais uma ferramenta para fomentar o turismo interno e externo e divertir a criançada”, explica a titular da pasta.

O público mirim pode conhecer o Parque da Cidade, Centro Cultural Banco do Brasil, Planetário, Pontão do Lago Sul, Jardim Botânico, Zoológico de Brasília, Torre de TV, Ermida Dom Bosco, Estádio Nacional Mané Garrincha, Complexo Cultural de Samambaia, Transitolândia e várias outras atrações.

A Rota da Diversão inclui opções gratuitas e de baixo custo. Para quem quiser maior comodidade e descobrir os atrativos mirins por meio de aparelhos celulares, tablets, lap top ou outro equipamento de acesso à internet, basta acessar a Rota da Diversão na página da Secretaria de Turismo.  Nos Centros de Atendimento ao Turista (CAT) espalhados pelo DF também é possível obter um guia com a rota.

Parque da Cidade

O Parque da Cidade é um dos maiores parques urbanos do mundo e o maior da América Latina. Além de praticar esportes, caminhar, correr, andar de bicicleta e patins, o local oferece trilhas pelos bosques. E ainda tem muita opção para diversão, como os brinquedos do Parque Ana Lídia, com mais de 30 opções. Há ainda o pedalinho no lago, o Parque Nicolândia – que funciona desde 1967 e já recebeu mais de 10 milhões de pessoas – e o kartódromo, tudo isso bem no centro.

Por Agência Brasília com informações de Sueli Moitinho

Foto: Divulgação/Sejus

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui