ADEF-DF estreia com vitória no Brasileiro da Série A de futebol de cegos

Com uma defesa sólida e arriscando chutes durante o jogo, a ADEF esteve durante todo o confronto próximo de abrir o placar

105

Os jogadores da ADEF entraram em quadra neste domingo, 6, para o primeiro compromisso no Brasileiro de Futebol de Cegos. O time do Distrito Federal saiu vitorioso ao bater os maranhenses da Cedemac por 1 x 0. O gol da vitória saiu dos pés do argentino Daniel Iturria.

Com uma defesa sólida e arriscando chutes durante o jogo, a ADEF esteve durante todo o confronto próximo de abrir o placar. O goleiro da Cedemac manteve a tranquilidade para fazer boas defesas e segurar o empate, mas restando seis minutos para o fim, o chute do argentino Iturria mudou a história.

O gol saiu na cobrança de uma falta. O técnico Marcelo Ottoline pediu tempo técnico para desenhar a jogada que foi executada com perfeição pelo camisa 8.

“Foi uma jogada ensaiada. Eu costumo abrir para chutar pelo lado direito e o Ottoline disse para trocar de lado. Fiz um bom chute cruzado para fazer o gol da vitória. Agora é pensar no próximo jogo onde uma nova vitória encaminha bem a nossa classificação para a segunda fase da competição”, afirmou o jogador que reforça o grupo neste nacional.

Marcelo Ottoline lembrou que todos os jogos no Brasileiro serão difíceis e quer a mesma postura da equipe no segundo jogo para conseguir um novo resultado positivo onde praticamente garante a ADEF na elite do próximo ano.

“É um campeonato grandioso com os melhores jogadores do mundo. Esse é o primeiro campeonato da ADEF no Brasileiro de Futebol de Cegos e a nossa missão é brigar para seguirmos na elite. Esses três pontos foram importantes para a construção do objetivo”, disse.

O próximo jogo da ADEF no torneio será nesta segunda-feira, 7, às 14h30 contra o Clube de Futebol para Cegos do Pará.

O paradesporto da ADEF conta com o patrocínio da Loterias Caixa e o apoio do Governo Federal. O projeto permite a aquisição de equipamentos necessários, acompanhamentos de nutricionista, fisioterapeuta, psicólogo, uniformes para treinos e jogos.

Por FolhaPress via Jornal de Brasília com informações de Sueli Moitinho

Foto: Taba Benedito / Reprodução Jornal de Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui