Projeto leva cinema a instituições públicas de ensino do DF

Ação vai exibir longa-metragem ainda inédito no circuito comercial em dez escolas do DF, desta terça (28/02) a 16 de março

100

Mariana nunca foi ao cinema. A estudante de 17 anos já ouviu falar maravilhas da sala escura com tela gigante, do cheiro de pipoca no ar, das poltronas confortáveis. Mas a zona rural de Brazlândia, onde vive com a família, fica longe. E a rotina puxada de aluna do ensino médio deixa pouco tempo livre para viver a experiência. Pelo menos até agora.

“Estou muito ansiosa para participar desta sessão de cinema aqui na escola. Eu nunca vi filme em um grande telão, é sempre na TV mesmo”Mariana Baima, estudante

O Centro Educacional (CED) Incra 8, colégio onde Mariana Baima estuda, será o primeiro do Distrito Federal a receber o Cinema nas Escolas. O projeto vai levar o novo filme do diretor José Eduardo Belmonte, O Pastor e o Guerrilheiro, até dez instituições públicas de ensino. Serão 18 sessões no total, seguidas de debates com integrantes da equipe do filme.

“Estou muito ansiosa para participar desta sessão de cinema aqui na escola. Eu nunca vi filme em um grande telão, é sempre na TV mesmo”, conta Mariana. “Fora que meus amigos vão estar juntos, vai ser uma experiência ótima. Posso até convidar a minha mãe para ir junto, olha que legal.”

O Cinema nas Escolas é uma oportunidade de levar até os alunos a experiência do cinema. O projeto começa nesta terça-feira (28) e segue até 16 de março, com exibições abertas não só aos jovens, mas também aos seus familiares. Todas as projeções serão feitas em equipamento profissional – uma tela de 3,5 x 7 m com padrão digital de cinema (DCP), que garante som e imagem de alta qualidade.

A produtora executiva Kakau Teixeira ressalta que o Cinema nas Escolas vai além da simples exibição de um filme. “As escolas recebem um guia, preparado por nossa coordenadora pedagógica, que destrincha os temas que perpassam o filme, como ditadura militar, tortura, exclusão dos direitos…”, afirma. “Dessa forma, os professores podem trabalhar esses assuntos com os alunos antes da sessão”.

Diretora do CED Incra 8, Solange da Cunha Pereira observa que O Pastor e o Guerrilheiro aborda uma temática presente no currículo do Ensino Médio. “Além de enriquecer as aulas, o filme resgata momentos duros do nosso país, fatos importantes para quem quer entender a fundo a história do Brasil”, aponta. “Acreditamos que todos os nossos 600 estudantes vão participar da sessão, além de integrantes da comunidade”.

O Cinema nas Escolas é uma realização da Associação Amigos do Cinema e da Cultura (Aacic), com a parceria da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) e o apoio do Sindicato dos Professores no Distrito Federal (Sinpro-DF) e da Associação dos Docentes da Universidade de Brasília (ADUnB). O projeto foi financiado por emenda parlamentar da deputada distrital Arlete Sampaio, no valor de R$ 300 mil.

‌Sobre o filme

Ainda inédito no circuito comercial, O Pastor e o Guerrilheiro (2022) é um longa-metragem de ficção ambientado no período que vai de 1960 até os últimos dias de 1999. Seguindo dois eixos narrativos temporais simultaneamente, o filme acompanha o jovem comunista João que, ao deixar a universidade em 1968, se junta a uma guerrilha na Amazônia.

João é preso, torturado e enviado para a prisão em Brasília, onde conhece Zaqueu, um cristão evangélico detido por engano. Juntos, os improváveis amigos sofrem, superam diferenças ideológicas, se ajudam e marcam um encontro para 27 anos depois, na virada do milênio, em cima da Torre de TV de Brasília.

Produzido por Nilson Rodrigues e dirigido por José Eduardo Belmonte, o filme foi rodado em Tocantins, às margens do Rio Araguaia, e em Brasília. O elenco conta com representantes da nova geração do cinema nacional: Johnny Massaro, Julia Dalavia, César Mello, Ana Hartmann, Túlio Starling e William Costa. E também com nomes como Cássia Kis, Antônio Grassi, Sérgio Mamberti, Buda Lira e Ricardo Gelli.

Selecionado para o Festival de Gramado, o longa percorreu também o Nova York Latino Film Festival, o Festival Internacional de Cinema do Rio de Janeiro, a Mostra de Cinema Internacional de São Paulo e o Festival de Trieste, na Itália. Em Brasília, foi vencedor do prêmio de Melhor Filme, concedido pela Câmara Legislativa do Distrito Federal, no 55º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, edição de 2022.

Cinema nas Escolas

Confira a programação do projeto, que passará por dez escolas do Distrito Federal. As exibições começam nesta terça-feira (28) e seguem até 16 de março.

Dia 28/2
→ CED Incra 8 – Brazlândia
→ Sessões: 13h10 e 15h30
→ Debate com o ator Miquéias Paz após a sessão das 15h30

2/3 
→ CEM Setor Oeste – Asa Sul (exibição será na Upis)
→ Sessões: 9h e 15h
→ Debate com o ator Buda Lira após a sessão das 15h

‌3/3
→ CEM 02 – Ceilândia
→ Sessões: 7h30 e 19h
→ Debate com o ator Buda Lira após a sessão das 19h

‌7/3
→ CEM TN – Taguatinga (exibição será no Teatro Sesc Paulo Autran)
→ Sessão única: 7h30
→ Debate com a atriz Ana Hartmann e o ator Miquéias Paz após a sessão

‌8/3
→ CED 01 – Guará
→ Sessão única: 20h
→ Debate com a atriz Ana Hartmann após a sessão

‌9/3
→ CEM 4 – Ceilândia
→ Sessões: 8h e 14h
→ Debate com a atriz Gabriela Correa após a sessão das 14h

‌10/3
→ CEM 1 – Gama
→ Sessões: 8h e 13h45
→ Debate com a atriz Gabriela Correa após a sessão das 13h45

‌13/3 
→ Cemab – Taguatinga
→ Sessões: 9h e 14h
→ Debate com o músico Genésio Tocantins após a sessão das 14h

‌15/3
→ CEAN – Asa Norte (exibição será na ADUnB)
→ Sessão única: 9h15
→ Debate com o ator Cesar Mello e o músico Genésio Tocantins após a sessão

‌16/3
→ IFB – Recanto das Emas
→ Sessões: 14h, 16h e 19h
→ Debate com o diretor José Eduardo Belmonte após a sessão das 19h

Por Agência Brasília

Foto: Reprodução Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui