Tratamento multidisciplinar pode ajudar na luta contra o câncer

Último dia do Congresso Internacional da Criança com Condições Complexas de Saúde destacou a importância de as especialidades estarem unidas na missão da integralidade pediátrica

64

O tratamento multidisciplinar foi um dos temas do último dia do Congresso Internacional da Criança com Condições Complexas de Saúde. Nesta sexta-feira (28), a diretora clínica do Hospital da Criança de Brasília (HCB), Elisa de Carvalho, falou sobre a volta da Jornada Unificada de Especialidades Pediátricas (Juep), da qual é organizadora. Outros temas abordados no evento foram emergências em pediatria, alergia alimentar, doenças infecciosas na criança e pediatria ambulatorial.

Elisa de Carvalho disse que a volta da Juep tem a intenção de reunir as especialidades clínicas dentro de todos os serviços do SUS — primário, secundário e terciário — na procura por soluções em comum para o cuidado e a cura em uma perspectiva multidisciplinar do tratamento das crianças.

“As doenças são muitas, mas a criança é uma só. Então, os especialistas têm que estar juntos, buscando soluções em comum, e não cada um em uma caixinha, trabalhando separadamente”, defendeu Carvalho. A diretora ainda falou sobre a intenção de fazer com que as especialidades discutam juntas temas que tenham interface.

A jornada foi criada em 2007, quando o atendimento pediátrico do Hospital de Base se subdividiu em várias especialidades para atender as diferentes condições de saúde infantil. A partir disso se percebeu a necessidade de encontrar uma alternativa para manter a equipe de pediatria unida.

“Convidamos todos os pediatras para assistir e compartilhar experiências. E entendemos durante o congresso que havia a oportunidade de trazer o pediatra geral para a pediatria especializada”, explica a pediatra e diretora técnica do HCB, Isis Magalhães.

“As doenças são muitas, mas a criança é uma só. Então, os especialistas têm que estar juntos, buscando soluções em comum, e não cada um em uma caixinha, trabalhando separadamente”Elisa de Carvalho, diretora clínica do Hospital da Criança de Brasília

Essa jornada representa um importante ganho para população no tratamento das crianças com condições complexas de saúde, uma vez que o paciente é tratado por pediatras especialistas em sua função, mas que possuem conhecimento em outras áreas, facilitando a interface no atendimento interdisciplinar.

Maria Olivia Fernandes, neuropediatra do HCB mostrou interesse em participar da jornada pra se manter atualizada sobre outras especialidades. “No atendimento eu não fico só na neurologia. Essas jornadas têm esse propósito de fazer a gente se atualizar como especialista e não ficar apenas na nossa área”, comenta a médica.

*Com informações do HCB

Por Agência Brasília

Foto: HCB/ Divulgação / Reprodução Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui