Carreta da Hanseníase chega ao Paranoá para diagnóstico da doença

Unidade móvel ficará na administração regional nos dias 5, 6, 7, 9, 12 e 13 de junho

60

Chegou a vez de os moradores do Paranoá receberem a Carreta da Hanseníase. O diagnóstico precoce é crucial para a cura da doença. Então, não perca tempo: se você está com manchas na pele, diminuição da sensibilidade, dormência ou fraqueza nas mãos e nos pés, procure a carreta para fazer o teste rápido para diagnóstico. A unidade móvel ficará das 8h às 17h na administração da cidade nos dias 5, 6, 7, 9, 12 e 13 deste mês.

O objetivo da ação é atender pacientes que suspeitam ter a doença que atinge o sistema nervoso periférico e a pele. Brasília registrou 352 casos de hanseníase em 2022. Cerca de 45 profissionais, entre médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e farmacêuticos, estarão distribuídos durante os seis dias de atendimento pela Carreta da Hanseníase no Paranoá.

“A carreta vai ficar em um local com alta visibilidade e o layout dela também é chamativo. A gente vai disponibilizar profissionais treinados para atuarem. O nosso foco é identificar os casos e continuar com o cuidado dentro da Unidade Básica de Saúde”, defendeu a gerente de Áreas Programáticas da Atenção Primária à Saúde da Região Leste, Isabella Peixoto.

De acordo com o administrador do Paranoá, Wellington Santana, o foco é a promoção à saúde aos moradores da região. “A chegada da carreta é de suma importância para a nossa cidade. Em parceria com a Secretaria de Saúde, iremos oferecer um serviço de identificação e prevenção da hanseníase. Nós nos preocupamos com a saúde da nossa população”, afirmou o administrador do Paranoá, Wellington Santana.

Por Agência Brasília

Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui