GDF apoia evento Empreende UnB

Alunos do Departamento de Administração e Ciências Contábeis expõem projetos de empresas durante encontro que reuniu empresários, investidores e professores da universidade

76

A Fundação de Apoio à Pesquisa (FAPDF) participou e apoiou o evento Conexões Empreendedoras – Empreende UnB, coordenado pela Faculdade de Administração, Contabilidade, Economia e Gestão de Políticas Públicas (Face) da Universidade de Brasília (UnB), realizado nesta quinta-feira (13).

Em um momento de interação dos setores público, produtivo e acadêmico, cinco projetos de empresas, idealizados pelos alunos do Departamento de Administração e Ciências Contábeis da UnB, foram apresentados aos convidados no laboratório da Face.

A FAPDF apoia os programas institucionais de bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Pibiti), Edital n° 5/2023, e de Iniciação Científica (Pibic), Edital n° 4/2023.

O Pibiti visa estimular os jovens do ensino superior nas atividades, metodologias, conhecimentos e práticas próprias ao desenvolvimento tecnológico e processos de inovação. Por sua vez, o Pibic tem como objeto conceder bolsas de iniciação científica a estudantes de graduação integrados na pesquisa científica, tecnológica e de inovação, com o intuito de incentivar e apoiar a política, nesta área, desenvolvida nas instituições de ensino ou pesquisa, bem como nos institutos federais de educação.

Negócios

Estiveram presentes ao  Empreende UnB investidores, empresários, diretores e professores. Os convidados foram recebidos pelo coordenador da iniciativa, professor Antônio Nascimento Júnior, que explicou que os trabalhos expostos são criados na disciplina Criação de Negócios. “A disciplina é um grande celeiro que prepara os jovens para o mercado formal”, afirmou o docente.

O presidente da FAPDF, Marco Antônio Costa Júnior, ressaltou a importância da interação dos setores público, produtivo e acadêmico. O gestor também ratificou a missão da fundação em relação ao fomento ao empreendedorismo inovador, no âmbito de parcerias, para o fortalecimento do ecossistema de inovação. “Bato sempre nessa tecla de inovação. O apoio ao elo entre setor produtivo e acadêmico está em nosso DNA e temos feito de forma natural”, valorizou, referindo-se a uma das missões da FAPDF. “O fomento ao empreendedorismo inovador é fundamental ao ecossistema de inovação”, completou, lembrando que Brasília saltou do 69° para o 4° lugar no ranking das cidades mais empreendedoras do Brasil, segundo levantamento do Índice de Cidades Empreendedoras (ICE/2023).

Marco Antônio aproveitou a ocasião para falar do programa Start BSB – de incentivo às startups (novos empreendedores) –, que, neste ano, está na segunda edição. Com a expectativa de 1.200 submissões, os recursos fomentados pela FAPDF são perto de R$ 10 milhões. “Está no site [da FAPDF], aberto para todos os alunos. As ideias estão fervilhando aqui. Vamos divulgar”, convidou os participantes. As inscrições para o Start BSB 2023 estão abertas até a próxima segunda-feira (17).

Protótipos

Um dos protótipos apresentados nesta quinta-feira (13) foi o Promex – prom de promoção; ex de express/rápida –, um aplicativo abastecido de dicas referentes a valores, locais e recursos, entre outros itens, por meio de personalização de promoções de produtos, direcionado à clientela de supermercados e à indústria do ramo alimentício. Segundo os idealizadores, os custos no desenvolvimento do aplicativo giram em torno de R$ 150 a R$ 250 mil.

Já o aplicativo Facilite, criado por seis alunos do segundo ao último semestre da Face, tem a função “de facilitar a vida de proprietários de veículos”, conforme explicou um dos idealizadores do projeto. Entre as funções do app, a partir de um pré-diagnóstico com todos os dados mecânicos – um chip é instalado no motor –, a troca de óleo chama a atenção.

“O app avisa quando está na hora de trocar o óleo. Também mostra as oficinas mais próximas do endereço do cliente, com a avaliação e a média de valores. Também ao solicitar as peças, essas vão direto para a oficina escolhida”, garantiu uma das criadoras, Maria Cecília Cardoso, referindo-se à parceria com as oficinas de autopeças.

Os alunos levaram duas semanas para concluir o esboço do aplicativo, cujo valor está na faixa de R$ 150 mil a R$ 300 mil.

Start BSB

A FAPDF criou e fomenta o programa Start BSB, com o objetivo de apoiar startups e projetos inovadores de forma a impulsionar o empreendedorismo no DF e na Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride), além de acelerar o desenvolvimento do ecossistema de inovação e possibilitar o intercâmbio de conhecimentos e tecnologias.

No primeiro ano de lançamento do programa, 50 startups receberam subvenção econômica, totalizando aporte financeiro de R$ 5.600.000.

*Com informações da FAPDF

Por Agência Brasília Foto:

Tânia Costa/AEB / Reprodução Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui