População do DF ganhou mais dois restaurantes comunitários

Desenvolvimento social: assistência e segurança alimentar, governo ampliou o funcionamento de outras unidades; 100 mil famílias são atendidas pelo Cartão Prato Cheio

44

“Iniciamos 2023 cientes de que seria um ano desafiador, afinal, as consequências sociais da pandemia persistem até hoje. Foram necessárias medidas emergenciais para amparar as famílias mais vulneráveis durante a pandemia. Nunca a assistência social foi tão reconhecida como política essencial na garantia da vida e do mínimo para viver.

Neste período pós-pandêmico, nosso trabalho foi muito além do benefício: foi preciso reconstruir vínculos e retomar o convívio em comunidade. Para alcançarmos esse novo patamar, trabalhamos em dois eixos: garantir a segurança alimentar da população e fortalecer os serviços socioassistenciais.

Na primeira perspectiva, inauguramos dois novos restaurantes comunitários, em Sol Nascente e em Arniqueira, e implementamos café da manhã, almoço e jantar nestas e em outras unidades, garantindo as três principais refeições do dia a R$ 2. Paralelo a isso, ampliamos para 100 mil as famílias atendidas pelo Cartão Prato Cheio, programa que se tornou política pública de referência para todo o país.

No segundo prisma, alcançamos o primeiro lugar no ranking nacional em atualização do Cadastro Único, o que significa que a população mais vulnerável do DF buscou e teve acesso aos serviços da Sedes. Abrimos o Cras Porto Rico (Santa Maria) e consolidamos o Cras Móvel, que atende em localidades distantes, garantindo acesso àqueles que residem na área rural.

O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, que atua de forma eficaz e preventiva no combate às violências domésticas, foi ampliado, assim como outros serviços importantes para as nossas crianças, como o Família Acolhedora.

O governo sempre investiu de forma prioritária na área social e, para 2024, já temos previsão de novas unidades socioassistenciais e de novos restaurantes comunitários para garantir proteção social e segurança alimentar e nutricional às famílias mais vulneráveis do DF.”

*Ana Paula Marra, secretária de Desenvolvimento Social

Por Agência Brasília

Foto: Reprodução Tudo OK Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui