“É exemplo para o Brasil”, declara Ibaneis sobre Qualifica DF

O programa foi lançado em 2022 e já formou 24 mil alunos; para 2023, a meta é atingir mais 27 mil capacitados

78

Em uma solenidade no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, na manhã de ontem, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB) participou da abertura do programa de capacitação profissional Qualifica DF, que inicia mais uma etapa neste mês. “Quando assumimos o governo em 2019, tínhamos em torno de 330 mil desempregados no DF. A marca ainda é grande, mas conseguimos diminuir para 257 mil e vamos continuar trabalhando para que todos tenham condição de emprego na cidade. Temos colocado recursos para que a gente possa seguir em frente com esses programas. O Qualifica tem dado certo e é exemplo para o Brasil”, destacou o chefe do Executivo local.

De acordo com o líder do Buriti, os alunos selecionados terão o reconhecimento das empresas do DF, que já conhecem a relevância do projeto. “Isso ajudará vocês no mercado de trabalho”, disse Ibaneis aos novos alunos. Para o governador, a melhor forma de vencer na vida é através dos estudos e disse ter ciência de que os que se inscreveram para o programa estão lutando por isso. Aos presentes, ele declarou: “Estou na torcida por vocês e acredito que temos condições de transformar o DF na capital do emprego. Aproveitem os cursos, vocês merecem”. Em paralelo ao Qualifica DF, o programa Renova DF também atua em várias cidades da capital, e só em 2022, capacitou mais de 10 mil pessoas.

Durante a cerimônia, Thales Mendes, secretário de Trabalho, comemorou a ocasião: “É uma grande satisfação estarmos aqui, no maior programa de qualificação profissional do país. Temos aqui 9 mil pessoas na primeira etapa, de mais de 20 mil pessoas que se inscreveram. A gente executa esse programa em sete cidades diferentes, dentro das 50 profissões que mais contratam no DF, através de um estudo que fizemos. Esse programa vem para suprir a necessidade de preparar as pessoas para assumir as vagas no mercado de trabalho que surgem ao longo do ano”. Segundo o chefe da pasta, a qualificação é uma forma dos cidadãos cuidarem de suas famílias de maneira decente e trabalhadora, além de gerar renda para a cidade.

O deputado federal Rafael Prudente parabenizou a iniciativa e alertou aos presentes sobre a taxa de desemprego no DF, que vêm diminuindo também com a ajuda dos programas de capacitação. “O governo proporciona esse treinamento porque muitas vezes as empresas têm vagas para essa áreas, e o que falta são pessoas qualificadas. Parabenizo a cada um dos alunos, que participaram do processo. Teremos três levas de alunos: são 3 mil pessoas de manhã, 3 mil de tarde e 3 mil à noite”, destacou. Ao todo, a primeira etapa do Qualifica DF de 2023 terá 9 mil alunos. Até o final do ano, o governo pretende formar mais 18 mil pessoas, chegando à soma de 27 mil certificados.

Para Caroline Nascimento, uma das alunas, a grande expectativa é poder evoluir na carreira de Farmácia. “Busquei qualificação na minha área”, explicou. Ela e os demais estudantes se inscreveram em fevereiro e foram selecionados em março. Participaram também do evento de abertura, a primeira-dama do DF, Mayara Noronha Rocha, deputados distritais, deputados federais e secretários de Estado. O programa é executado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda do Distrito Federal (Sedet-DF), e oferece cursos nas áreas de vendas, indústria, agronegócio, serviços e saúde.

No momento, as aulas acontecem no Gama, Guará, Paranoá, Planaltina, Taguatinga, São Sebastião e Asa Sul. Todos os alunos recebem vale-transporte, lanche, material didático, seguro contra acidentes pessoais e ao fim do curso, um certificado de conclusão. Aos interessados em participar do programa, é importante se atentar a alguns requisitos: ser pessoa física, ser brasileira nata ou naturalizada, ou estrangeira em situação regular no país, ter idade mínima de 16 anos e escolaridade compatível com o curso desejado, os quais têm duração total de 240 horas. Para se inscrever basta acessar o portal oficial da Sedet-DF e ficar atento à abertura de novas vagas.

Por Redação do Jornal de Brasília

Foto: Reprodução Jornal de Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui